+55 41 2169-7777

A importância e presença das mulheres na tecnologia

23 de julho de 2020
A importância e presença das mulheres na tecnologia

O preconceito é um assunto que tem feito parte do dia a dia de muitas pessoas – daquelas que sofrem por este mal, daquelas que realizam atos preconceituosos e daquelas que lutam para que todos tenham os mesmos direitos e reconhecimento perante a sociedade.

 

Na tecnologia não é diferente!  Um mercado dominado pelo público masculino e em sua grande maioria, é um grupo formado por profissionais de raça branca. Mas, hoje a Teletex trouxe um pouco sobre como a tecnologia também é sim, um lugar para as mulheres de talento. A Teletex se solidariza com os últimos acontecimentos mundiais no qual black lives matter e por isso traremos alguns destaques femininos no campo da tecnologia que  marcaram a história deste mercado.

Vamos lá?

A história da tecnologia e as mulheres

Para iniciar, não podemos deixar de falar do começo da história da tecnologia com as mulheres. Você sabia que a primeira programação algorítmica foi feita por uma mulher?

 

Ada Lovelace, uma matemática e escritora inglesa, nascida em 1815, é reconhecida por ter escrito o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina – a máquina analítica de Charles Babbage. Sim, Lovelace foi a primeira pessoa programadora de todos os tempos, e não apenas a primeira mulher a escrever um código.

 

Com o passar dos anos, o mercado tecnológico se desenvolveu muito e as mulheres voltaram a ter destaque nesse mundo complexo da tecnologia. Outro exemplo que podemos citar no Brasil é o da curitibana Enedina Alves Marques (1913 – 1981) que entrou para a história simplesmente por ter sido a primeira mulher a se formar em engenharia no estado do Paraná e a primeira engenheira negra do Brasil quando conquistou seu diploma na Universidade Federal do Paraná, em 1945. Como forma de homenagear esse feito, em 2006, foi fundado o Instituto de Mulheres Negras Enedina Alves Marques, em Maringá.

A importância da inclusão na tecnologia

Corvida Raven é uma consultora de tecnologia e conselheira de grandes marcas em mídias sociais. Ela é a co-fundadora da Everything Twitter, Community Catalyst for TED, e também é assessora de Mídia Social para a Intel. Ela edita o blog, SheGeeks.net com informações e acontecimentos relevantes sobre mídia social e tecnologias móveis.

A jovem trabalhou também como especialista em mídia social para a excursão da GM’s Chevrolet Volt Unplugged Tour, além de servir como Gerente de Comunidade da FastCompany, do Standard e do ReadWriteWeb.

Durante sua trajetória profissional, ela observou que não fazia parte do universo tecnológico comum formado na grande maioria por homens de raça branca, então, 2 fatores incomuns foram expostos por ela em seu blog: ser mulher de raça negra e a tecnologia; The Importance of Inclusion in Technology disponível em: https://shegeeks.net/importance-of-inclusion-in-technology/

O poder da tecnologia e inovação através das mulheres

Deanna “Dede” Sutton é uma empresária no ramo de tecnologia com foco nas demandas de conteúdo das mulheres negras jovens em todo o mundo. Sutton é a fundadora das publicações Clutch e CoCo & Crème, que cresce todos os dias tornando-se uma força na Internet através de notícias de última hora e comentários sociais. Com anos de experiência em marketing, Sutton compreendeu o valor da construção de uma plataforma de conteúdo digital. Agora, ela é uma especialista na área de novas mídias negras, garantindo grandes negócios de publicidade online.

E, para falar de tanto sucesso e inovação entre as mulheres, temos Jenna Wortham, que é uma repórter de tecnologia do New York Times com o foco na cobertura da cultura digital, web startups e comunicações móveis. Com a pós-graduação na Universidade de Virginia, Wortham trabalhou como repórter de tecnologia e cultura na Wired.com e free-lance para a revista Wired, para a revista Bust e também para a revista Frommer.

Usando o poder de articulação on-line e jornalismo impresso, ela oferece histórias de qualidade sobre as formas que os consumidores estão usando a tecnologia em suas vidas diárias, além de cobrir as empresas de tecnologias emergentes e os líderes que moldam o setor.

Mulheres brasileiras em destaque

Outro destaque que pertence ao Brasil é a paulista Sonia Guimarães, que atualmente tem 62 anos e foi primeira negra brasileira doutora em física formada pela University of Manchester Institute of Science and Technology e compõe, há 24 anos, o corpo docente do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Ela atua na área de física aplicada com ênfase em Propriedades Elétricas de Ligas Semicondutoras Crescidas Epitaxialmente. Também já conduziu pesquisas sobre sensores de radiação infravermelha.

 

No Brasil, existem algumas iniciativas para dar mais destaque as mulheres que fazem parte do mercado de tecnologia. Podemos citar o Minas Programam  e o Preta Lab que trabalham para reafirmar a importância da mulher no mercado tecnológico com potenciais extremamente relevantes na contribuição para o desenvolvimento e a inovação digital.

 

Fonte:
  • https://www.geledes.org.br/10-mulheres-negras-mundo-da-tecnologia/
  • https://baoba.org.br/tem-mulher-negra-fazendo-tecnologia-e-inovacao-sim/
  • https://canaltech.com.br/inovacao/dia-da-consciencia-negra-10-nomes-que-marcaram-o-ramo-da-tecnologia-155445/